Você sabia que 80% do Emagrecimento está ligado ao que você come e não a prática de exercícios físicos?!

E para facilitar a sua vida, compilei um Cardápio Completo revelando quais são os alimentos saborosos e de baixas calorias para todas as refeições do seu dia. E de bônus - vou te entregar 6 Listas com os tipos de legumes, grãos, chás, temperos e frutas que você deve consumir se deseja Emagrecer mais rápido.

Fique tranquila! Site consciente - NO SPAM 100%

Jejum intermitente: MELHOR forma para perder peso

Jejum intermitente: MELHOR forma para perder peso

Jejum intermitente: MELHOR forma para perder peso

Antes de adentrarmos nas explicações, importante ressaltar a maravilha que você está prestes a conhecer. Não é a toa que o Jejum Intermitente vem ganhando tanto espaço – tanto na comunidade médica, como nas considerações de renomados profissionais especializados em nutrição. Mas afinal, como fazer Jejum intermitente?

O Jejum Intermitente acendeu a comunidade de saúde e fitness e tornou-se um dos tópicos mais importantes do momento. Muitos estão adotando essa prática para iniciar a perda de peso ou melhorar sua saúde e bem-estar.

Especialistas observaram resultados promissores utilizando a terapia de jejum para tratar e prevenir doenças. ( fonte )

Deseja perder peso? De forma rápida e segura?

Em um formato progressivo e administrável? E o melhor, podendo comer o que lhe dá prazer (mas, de maneira disciplinada)?!

Além de obter vários outros benefícios para a sua saúde física e mental?! Então este artigo é para você!

Introdução ao jejum intermitente

Para entendermos o conceito do jejum intermitente. devemos pensar da seguinte forma; A questão neste modelo de alimentação não é o que se come, mas quando se pode comer. 

Este estilo de alimentação, também conhecido como “jejum cíclico”, se fundamenta em uma simples explicação.

Pensando em 24 horas – Você irá se organizar da seguinte forma:

Um período de tempo estipulado do dia – o qual você mesma irá determinar (será livre para alimentação). E o restante deste tempo (será dedicado ao Jejum).

Fique tranquila, esta é apenas a introdução a ideia – ao longo do artigo você terá a oportunidade de sanar todas as suas dúvidas a respeito deste incrível estilo de alimentação.

Acompanhe, por favor!

Dentro da lógica apresentada acima, existem algumas variáveis possíveis, por exemplo – você pode escolher não se alimentar por um período de 12 horas, ou até mesmo se o seu estilo de vida permitir – o Jejum pode chegar até 24h.

De igual maneira também será possível saltar refeições principais, sem nenhum prejuízo para a sua saúde.

Basta apenas que se atente para as informações e recomendações que irá receber ao longo do artigo.

O Jejum Intermitente não é uma modalidade de alimentação recente. Nossos antepassados já tinham por costume praticar este estilo, mas na ocasião, por motivações diferentes .

A fartura de alimentos que temos hoje não era encontrada em tempos remotos, sendo assim, era natural estar uma grande parte do dia sem se alimentar, apenas se hidratando.

E o que percebemos em pesquisas é que povos antigos – que viviam nesta situação, não tinham comprometimentos em sua saúde devido a prática, muito pelo contrário, eram fortes e desfrutavam de grande energia.

Constatamos isto observando as classes de trabalhos pesados, que eram executados diariamente nas vilas, tribos e povoados.

jejum intermitente como fazer?

O Jejum é um dos fundamentos no Cristianismo e também é observado em outras expressões religiosas

Os Cristãos observam restrições durante a Quaresma e quando desejam se fortalecer em suas campanhas e orações; já os judeus se abstêm de comer pelo Yom Kipur. No budismo, os monges costumam jejuar quando estão em profunda meditação e os muçulmanos respeitam o mês islâmico do Ramadã, que envolve não comer ou beber do amanhecer até o pôr do sol. (fontes  1 , 2 )

Outro ponto interessante de se observar, é que os pacientes que se preparam para procedimentos cirúrgicos são instruídos a jejuar como medida de segurança. ( fonte )

Então, como você pode observar, há muitos motivos pelos quais o jejum intermitente se faz presente na Sociedade.

Escolha a opção que for adequada de jejum intermitente para você

A prática do jejum intermitente não possui um formato específico determinado. E na minha opinião esta é sem dúvida, uma das grande vantagens de praticar este estilo de alimentação.

Além de você ter uma gama de opções, você também poderá alternar a prática entre os formatos sugeridos para adequá-los as suas necessidades ou diferentes momentos de vida.

Organizamos os protocolos de jejum intermitente mais populares para fornecer uma boa visão, para que hoje mesmo você já escolha o formato mais adequado para o seu estilo e de vida e sendo assim, possa iniciar a prática!

1. A dieta do guerreiro

A dieta do guerreiro foi criada em 2001 por Ori Hofmekler.

Essa dieta é considerada um tipo de jejum intermitente, um termo genérico para padrões alimentares que incluem períodos de ingestão reduzida de calorias durante um período definido de tempo.

A dieta do guerreiro é baseada nos padrões alimentares de guerreiros antigos, que consumiam pouco alimento durante o dia e depois festejavam à noite.

Segundo seu fundador, ele foi projetado para melhorar a maneira como comemos, sentimos e executamos, “estressando” o corpo através da ingestão reduzida de alimentos, desencadeando “instintos de sobrevivência”.

Deve-se notar que o próprio Ori Hofmekler reconhece que a dieta do guerreiro é baseada em suas próprias crenças e observações – não somente em pesquisas científicas.

As pessoas que seguem esta dieta não se alimentam pelo período de 20 horas por dia e no período noturno consomem o que desejarem.

Durante o período de jejum de 20 horas, os dieters (os praticantes de jejum) são incentivados a consumir pequenas quantidades de produtos lácteos, ovos cozidos, frutas e vegetais crus, além da ingestão de grandes quantidades de líquidos não calóricos.

Exemplo de líquidos não calóricos: água, chás e café sem açúcar ou adoçados com STÉVIA (adoçante 100% natural e com 0% de caloria)

jejum intermitente como fazer?

Este é o meu adoçante preferido!

Stévia 100% natural

Você pode encontrar o Stévia em vários formatos: gotas, em pó e este modelo super prático que te permite levá-lo para qualquer lugar!

Após 20 horas, as pessoas podem essencialmente comer qualquer alimento que desejarem dentro de uma janela de quatro horas.

No entanto, encorajamos aos nossos leitores a optar na maioria das vezes por alimentos não processados, saudáveis ​​e de preferência orgânicos.

Os seguidores da dieta do guerreiro afirmam que esta forma de se alimentar – queima gordura, melhora a concentração, aumenta os níveis de energia e estimula o reparo celular, em outras palavras…rejuvenesce!

RESUMO: A dieta do guerreiro é um tipo de jejum intermitente que gira em torno de 20 horas de sub-alimentação, seguidos por quatro horas de excesso de alimentação.

jejum intermitente como fazer?

2. O método de jejum 16 por 8 – (16/8)

Esse formato é ótimo se você é iniciante

Caso opte por este modelo, você fará o jejum por um período de 16 horas (homens) ou 14 horas (mulheres) e restringirá o tempo de “alimentação” às 8 ou 10 horas restantes. 

Enquanto jejuar, a regra é se abster totalmente de comida, podendo consumir apenas bebidas sem calorias, como chá sem açúcar ou adoçado com STÉVIA.

jejum intermitente como fazer?

Outra opção recomendada

De Stévia 100% natural e sem calorias.

Não há regras definidas para qual período do dia escolher para fazer o jejum.

Mas recomenda-se que seja feito pela noite, aproveitando o momento do sono para contabilizar horas de jejum.

A flexibilidade de poder escolher quando comer, atrai muitas pessoas interessadas no Jejum Intermitente.

Embora também seja verdade, que caso você seja uma daquelas pessoas que tem dificuldade de sair de casa sem tomar o café-da-manhã…

Provavelmente este estilo de alimentação será um verdadeiro desafio para você. Mas, nada que com um pouco de esforço e empenho você não consiga.

Eu mesma sou um exemplo de superação disso. Não vivia sem o meu pãozinho e manteiga com café e hoje em dia …

#ficaadica da Naya – … pratico jejum intermitente, além de ter incluído outras bebidas não calóricas (detox) em meu desjejum, como por exemplo:

Minhas sugestões, você pode escolher uma a cada dia:

  • 1 copo de água ( pode ser morna ) com 1 limão espremido, e 5 gotas de stévia.
  • 1 copo de água com 20 ml de vinagre de maçã e 2 gotas de stévia.
  • 1 copo de café, com uma pitada de canela, uma colher de café de óleo de coco – adoçado com stévia a gosto.
  • 1 copo de água com 1 limão espremido, uma colher de café de açafrão, uma pitada de pimenta do reino e 5 gotas de stévia.
  • 1 xícara de Chá – verde ou maravilha verde; como costumo chamá-lo.

3. Comer-Parar-Comer

Com esse protocolo de jejum, você escolhe um ou dois dias da semana para se abster de comer por 24 horas seguidas, embora ainda possa consumir bebidas sem calorias. 

Nos cinco dias restantes, seus hábitos alimentares saudáveis ​​podem continuar normalmente.

Dentro de uma alimentação saudável é importante observar e privilegiar a ingestão controlada de carboidratos compostos (os mais adequados para quem deseja perder peso), e sempre após o almoço.

Para entender quais são os alimentos que compõe o grupo dos carboidratos simples e os carboidratos compostos, vou deixar de presente para você, meu e-Book. Basta cadastrar seu e-mail e poderá baixar gratuitamente seu guia completo.

Espero que goste, ele é de leitura simples, fácil e ilustrado!

O Guia Completo dos açúcares| o bom, o ruim e como substituí-los

O Guia Completo dos Açúcares: o bom, o ruim e como substituí-los

Eu emagreci 32 Kg e sem dúvida uma das coisas que fez toda a diferença, foi conhecer os vários tipos de açúcar e aprender a utilizá-los da maneira correta!!

O Guia Completo dos Açúcares: o bom, o ruim e como substituí-los
Fique tranquila! NO - SPAM e 100% seguro.

Para muitos, esse plano é simples de seguir e não ter que contar calorias é uma super vantagem. 

Em contra ponto, algumas pessoas acham o período de jejum de 24 horas um pouco exagerado.

UMA OUTRA VISÃO: Podemos adaptar este modelo a forma como conseguimos praticá-lo. Por exemplo, se você consegue ficar 1 dia na semana por 24hs em jejum e outros dois dias por 14hs, faça assim.

Utilize as condições de sua vida para adequar o melhor plano de Jejum Intermitente para você. Assim será possível fazer a experiência com este estilo alimentar de maneira progressiva – e a medida que for se adaptando, vá aumentando a dificuldade.

E não se esqueça! Procure construir o seu plano com muita consciência e tranquilidade! Não se esforce demais. Nossa proposta aqui é Emagrecer em Paz! Ok?!

4. A dieta 5/2

Com a dieta 5/2, você escolhe dois dias da semana para restringir sua ingestão de alimentos. 

Para as mulheres, o limite de calorias para o jejum é de 500 calorias e para os homens é de 600 calorias. Nos outros cinco dias você se alimenta normalmente.

Se a perda de peso é o seu objetivo, esse plano obtém resultados muito positivos para a maioria dos que experimentam. 

Dito isto, você ainda precisa exercer algum autocontrole e não exagerar na compulsão ingerindo comida “lixo” nos dias de alimentação normal.

Jejum intermitente aumenta e muito a perda de peso

Uma das principais razões pelas quais as pessoas optam pelo estilo alimentar do jejum intermitente, é a necessidade de perder peso. ( fonte )

Como você pode ver, apesar de ter estratégias diferentes, o único objetivo de todos esses protocolos de jejum intermitente é incentivar um déficit calórico, em outras palavras – uma baixa calórica.

De fato, o jejum intermitente é capaz de aumentar e muito a perda de peso e este método atua em três principais áreas – redução de calorias, queima de gordura e aumento do metabolismo.

Redução de calorias – parte nº 1

Obviamente, jejuar por qualquer período de tempo reduzirá sua ingestão calórica em geral, a menos que você esteja comendo em excesso durante os períodos de alimentação. 

Quando observamos os estudos, podemos entender por que tantas pessoas estão optando pela escolha inteligente de experimentar e praticar o jejum intermitente.

Embora as pesquisas sejam de certa forma limitadas, ainda assim, os resultados são muito promissores. 

Os testes de jejum de um dia inteiro, com duração de três a seis meses, mostraram uma redução significativa no peso corporal: até nove%. ( fonte )

Especialistas também fizeram um estudo de comparação entre o jejum intermitente e uma dieta normal. Os voluntários seguiram o método 16/9 por um período de oito semanas. 

Nesse período, os voluntários em jejum apresentaram uma maior redução de gordura corporal do que o grupo controle e também mantiveram a massa muscular. ( fonte )

Uma das armadilhas de qualquer dieta é que, como você perde peso, também corre o risco de perder massa muscular. 

Estudos sugerem que com a prática do jejum intermitente é mais provável que o praticante mantenha a massa muscular do que na prática de uma dieta convencional. ( fonte )

Abaixo recomendo que você assista um vídeo a respeito do Jejum Intermitente do Dr.Barakat, um dos profissionais referência do Emagrecendo em Paz.

>> Se você tem Diabetes, recomendo fortemente que assista ao vídeo.

Queima de gordura e aumento do metabolismo – parte nº 2

A redução da ingestão de calorias é apenas metade da equação, o jejum intermitente também pode acelerar a queima de gordura e aumentar o metabolismo.

A glicose que seu corpo extraí dos alimentos que você ingere é como combustível para a produção de energia. 

Quando você jejua, e o consumo de alimentos é restrito por um determinado período de tempo, consequentemente, seu suprimento de energia diminui.

Isso significa que o corpo precisará encontrar outras fontes de energia no seu corpo, e primeiro ele utilizará a glicose armazenada no fígado e nos músculos, posteriormente buscará nas células adiposas ( células que armazenam gordura ). 

É assim que o jejum intermitente inicia a queima de gordura.

Numerosos estudos também sugerem que quando o corpo atinge um ponto de inanição, a falta de açúcar no sangue desencadeia um processo biológico que aumenta a taxa metabólica. (fontes 1 , 2 , 3 )

No entanto, vale lembrar que a perda de peso só será bem-sucedida se você se alimentar de maneira consciente. 

O jejum intermitente não lhe dá sinal verde para comer tudo o que quiser no momento que a janela de alimentação se abrir…mas sim, será possível desfrutar de alguma guloseima em 1 dia específico.

Alguns intitularam este dia como “dia do lixo”. O meu é sexta-feira a noite.

Eu amo açaí com creme ninho!! (risos)

Então neste dia me permito este mimo. Principalmente quando estou em meu período menstrual. Um pouquinho de açúcar neste momento só faz bem.

O Jejum Intermitente afeta positivamente – hormônios e células

O jejum intermitente afeta positivamente muitos processos biológicos no corpo. Então vamos falar um pouquinho do que acontecerá nos bastidores em seu corpo quando você estiver jejuando.

Relação dos hormônios e a perda de peso

Os hormônios do crescimento são produzidos pela glândula pituitária. Eles são responsáveis ​​por manter e construir massa muscular magra, bem como a densidade óssea ( ossos resistentes e fortes ).

Estudos sugerem que o jejum intermitente aumenta a secreção desses hormônios. Isso pode ser parte da razão pela qual, quando você jejua, perde peso, mas ainda mantêm os músculos. ( fonte )

A testosterona é frequentemente apontada como o hormônio sexual. Ela desempenha um grande papel no corpo masculino, afetando a reprodução, a libido e a massa muscular. ( fonte )

O jejum intermitente aumenta os níveis de testosterona e de seu hormônio luteinizante precursor (LH). 

De fato, em um estudo após apenas 56 horas de privação alimentar, os resultados indicaram um aumento de 180% na testosterona e 67% no hormônio luteinizante. (fontes 1 , 2 )

A leptina é um hormônio produzido pelas células adiposas. Ele envia sinais ao cérebro para controlar o apetite. 

Sendo assim, as concentrações de leptina são proporcionais aos estoques de gordura que você possui no corpo, ou seja, quanto mais gordura você tiver, maiores serão os seus níveis de leptina.

Consequentemente, ter uma alta produção de leptina em seu corpo, pode fazer com que você desenvolva um tipo de resistência à leptina. 

Isso significa que o corpo não responderá aos sinais recebidos e a sua sensação de fome permanecerá. 

Acredita-se que a resistência à leptina seja um fator relevante na questão da obesidade. (fontes 1 , 2 , 3 )

O jejum leva a um declínio gradual da leptina, o que resulta em uma menor chance de desenvolver esta resistência. (fontes 1 , 2 )

Outro hormônio do qual é necessário falar é a insulina, este é um hormônio produzido pelo pâncreas. 

Quando os níveis de insulina são muito altos, ocorre um estímulo para o armazenamento de gordura, reduzindo também a utilização de gordura como energia. 

Nossos níveis de insulina aumentam consideravelmente quando comemos, portanto, é lógico que o jejum intermitente forçará os níveis deste hormônio a despencar. ( fonte )

Sobre a autofagia

A autofagia é um processo metabólico em que o corpo consome seu próprio tecido. 

Pode parecer uma ação negativa, mas na verdade é muito positiva. 

A autofagia é a maneira do corpo de remover toxinas e reciclar as células para restaurá-las; pense nisso como uma limpeza profunda.

O jejum intermitente é uma maneira reconhecida de induzir a autofagia e promover o reparo celular. (fontes 1 , 2 )

Sendo assim, é possível entender o poder rejuvenescedor da prática deste estilo alimentar.

São esses diferentes mecanismos biológicos que abrem caminho para vários benefícios do jejum intermitente à saúde, inclusive o da perda de peso.

O jejum intermitente combate a inflamação

Há evidências significativas de que a inflamação crônica é uma das causas subjacentes de muitas enfermidades. ( fonte )

Como por exemplo: Diabetes, condições cardiovasculares adversas e doenças autoimunes – são todas situações decorrentes de inflamação crônica.

Foi realizada uma investigação sobre a relação entre marcadores pró-inflamatórios e a prática do jejum intermitente. 

E embora a pesquisa seja limitada, há sinais que apontam para o jejum intermitente como tendo o poder de impedir a inflamação.

Os níveis de interleucina-6 (IL6), proteína C-reativa (PCR) e homocisteína foram relatados como significativamente mais baixos no grupo que praticou jejum quando comparados ao grupo que não jejuou. ( fonte )

Isto demonstra que o jejum intermitente tem um efeito positivo no status inflamatório dentro do corpo.

Outro estudo considerou os efeitos de uma dieta rica em gordura e os efeitos do jejum intermitente, e colocando-os lado-a-lado, foram feitas comparações.

Os resultados indicaram que o jejum intermitente induz efeitos anti-inflamatórios, enquanto uma dieta rica em gorduras tem o efeito oposto. ( fonte )

Por exemplo, a asma é uma doença que envolve inflamação das vias aéreas. Os achados clínicos sugerem que o jejum intermitente pode ter efeitos benéficos em asmáticos, pois reduz as respostas inflamatórias. ( fonte )

O jejum intermitente mantém o coração saudável

Nos EUA a cada ano 630.000 pessoas vem a óbito em decorrência de doenças cardiovasculares. Isso equivale a 1 em cada 4 mortes. ( fonte )

O jejum intermitente pode ajudá-lo a manter o seu coração saudável, afastando os principais causadores de problemas cardíacos. ( fonte )

Um estudo realizado durante o jejum do Ramadã (celebração religiosa), mostrou claramente uma redução no peso corporal e uma diminuição na pressão sanguínea no final do período de jejum. ( fonte )

Melhorias significativas também foram reconhecidas nos dois tipos de colesterol. Pesquisas sugerem que o jejum intermitente pode aumentar os níveis de colesterol HDL (“bom”) e diminuir o colesterol LDL (“ruim”). ( fonte )

Especialistas observaram que o jejum intermitente também possui propriedades cardioprotetoras. 

Observações durante estudos em animais revelaram um aumento na secreção da proteína adiponectina. Este componente vital protege os tecidos do coração de lesões isquêmicas. (fontes 1 , 2 , 3 )

De fato, devido a esses resultados promissores, os especialistas sugerem que o jejum intermitente é uma opção viável para ajudar as pessoas obesas a perder peso e diminuir o risco de doenças cardiovasculares. ( fonte )

Jejum intermitente pode prevenir câncer

O câncer é a segunda causa mais comum de morte nos EUA. ( fonte )

Os cientistas estão constantemente tentando encontrar uma solução para esta doença fatal e na prática do jejum estão sendo encontradas algumas respostas positivas.

Surgem evidências de que certas mudanças na frequência da alimentação podem reduzir o risco de câncer de mama. ( fonte )

Altos níveis de proteína C-reativa (PCR) estão associados a um risco aumentado de câncer de mama. 

Levando isso em consideração, os especialistas examinaram os padrões alimentares em relação aos níveis de PCR. (fontes 1 , 2 )

E os resultados mostraram um aumento de 3% nos níveis de PCR para cada aumento de 10% em calorias. 

Por outro lado, um período mais longo de jejum noturno reduziu a PCR em 8%. ( fonte )

Isro quer dizer que o jejum intermitente pode reduzir a inflamação sistêmica e, portanto, o câncer de mama. ( fonte )

Vários outros estudos sugerem que o jejum intermitente promove efeitos antioxidantes e inibem o desenvolvimento do câncer. 

Além da prevenção, o jejum intermitente foi apontado para tornar certos tratamentos quimioterápicos mais eficientes. 

Quando os pacientes jejuaram em combinação com o tratamento quimioterápico, as células cancerígenas se tornaram mais vulneráveis ​​e as células saudáveis ​​foram protegidas. 

Os efeitos colaterais associados à terapia foram reduzidos e uma recuperação mais rápida foi observada. (fontes 1 , 2 , 3 )

O jejum intermitente melhora a saúde cognitiva

Além de manter seu coração saudável, a saúde do seu cérebro também pode se beneficiar do jejum intermitente.

O jejum intermitente aumenta a produção de BDNF – fator neurotrófico derivado do cérebro, um hormônio que aumenta a resistência das células cerebrais. 

O jejum também aumenta o número de novas células cerebrais geradas. (fontes 1 , 2 )

Segundo a ciência, você se concentra melhor com o estômago vazio. Especialistas realizaram um estudo de 48 horas sob privação calórica quase total… 

E não houveram impactos mentais detectáveis, nem mesmo ao testar a função cognitiva. ( fonte )

De fato, um estudo chega ao ponto de dizer que o jejum intermitente realmente melhora a função cerebral. ( fonte )

Você pode presumir que o jejum poderá provocar alterações de humor e irritação – simplesmente por causa da fome, mas estudos sugerem o contrário. 

Demonstrou-se que o jejum intermitente diminui significativamente a tensão, a raiva, a confusão e a perturbação em geral do humor. ( fonte )

Se sua memória estiver ruim, experimente jejuar para melhorá-la. 

A fome estimula o hormônio intestinal grelina a regular o apetite. 

No entanto, também ajuda a unir células cerebrais que formam memórias e aumentam a capacidade de aprendizado. ( fonte )

O jejum intermitente pode também proteger o cérebro contra a doença de Alzheimer através de suas ações anti-inflamatórias. (fontes 1 , 2 )

O jejum intermitente reduz os níveis de açúcar no sangue

Os níveis de açúcar no sangue são determinados pela classe de alimentos que você ingere e quão bem seu corpo é capaz de processá-los.

A energia dos alimentos vem principalmente dos carboidratos. A digestão os decompõe e os converte em açúcar, que passa para a corrente sanguínea. 

A insulina então desempenha o papel de transportadora, movendo o açúcar pelo corpo e depositando-o onde é mais necessária a energia.

Estudos sugerem que o jejum intermitente tem efeitos benéficos na regulação dos níveis de açúcar no sangue, que por sua vez podem ter uma influência positiva na resistência à insulina. ( fonte )

Como a resistência à insulina está intimamente ligada ao diabetes tipo II, isso sugere que o jejum intermitente pode ser benéfico para aqueles com alta probabilidade de desenvolver esta doença. ( fonte )

De fato, em um estudo, voluntários com diabetes tipo II jejuaram por aproximadamente 17 horas por dia durante um período de duas semanas. 

Os resultados indicaram que o jejum intermitente não apenas diminuiu a ingestão de calorias, o que incentivou a perda de peso, mas também os níveis de açúcar no sangue caíram. ( fonte )

O jejum intermitente pode retardar os efeitos do envelhecimento

Com todos os benefícios de saúde que o jejum intermitente oferece para a mente e o corpo, é bastante seguro supor que uma maior longevidade possa ser adicionada à lista. 

Portanto, a ciência diz que os sinais de envelhecimento também podem ser retardados com a prática do jejum intermitente. ( fonte )

Está bem documentado que a restrição alimentar por períodos de tempo determinados – prolonga a vida útil. 

Os benefícios práticos do jejum intermitente

Fazer dieta pode ser muito desgastante para o cérebro. 

Todo esse peso e contagem de calorias podem em breve ficar muito cansativos. 

No entanto, com o jejum intermitente, não há nada disso. 

É simples – você jejua ou se alimenta.

Você também economiza muito tempo com isso. 

Pense bem: você não precisa preparar e cozinhar tantas refeições por dia e ainda economiza tempo pois não terá que parar para comer!

O jejum intermitente é uma estratégia flexível – você escolhe por quanto tempo deseja jejuar. 

Ao fim do artigo, escolha o protocolo que melhor se encaixa a sua realidade. O jejum pode ser adaptado para se adequar ao seu estilo de vida.

As desvantagens do jejum intermitente

O jejum intermitente tem desvantagens também tem desvantagens.

A fome é a principal desvantagem do jejum intermitente. A principal razão pela qual muitas pessoas desistem do jejum intermitente é o medo de sentir fome. ( fonte )

Os primeiros dias de transição normalmente precisam de alguns ajustes. 

Embora a experiência para cada um seja única e subjetiva, há um período em que você poderá sentir certos efeitos colaterais a curto prazo do jejum intermitente:

As dores de cabeça. nº 1 – são comuns quando você inicia a prática de jejum intermitente. E ocorre devido a um ligeiro aumento dos hormônios do estresse, mas também pode significar que você não está se hidratando da maneira correta. ( fonte )

O estômago roncando. nº 2 – é perfeitamente natural experimentar isso no jejum. 

Afinal, seu corpo está lembrando que é hora de comer. 

Com o tempo, isso passará e seu sistema se acostumará à nova rotina. Continue bebendo bastante líquido para fazer seu corpo entender que se alimentou.

A constipação. nº 3 – é algo que muitas pessoas experimentam inicialmente. 

No entanto, quando você está ingerindo menos quantidade de alimento, é lógico que não sairá muito coisa do outro lado. Se você tiver alguma dúvida, laxantes a base de glicerina podem ajudar.

Experiência da Naya# – Comigo foi exatamente o contrário! Eu sempre tive o intestino mais presso e sempre que jejuo, meu intestino fica livre e bem solto!

Irritação. n° 4 – Algumas pessoas se sentem irritadas ou letárgicas nos estágios iniciais, mas isso passará e você logo se sentirá super energizado.

Dito tudo isso, o jejum intermitente não é considerado perigoso, mas lembre-se sempre de que é importante aprender a escutar seu corpo e suas necessidades!

Perguntas comuns (F.A.Q.)

Você tem alguma dúvida sobre o jejum intermitente? Deixe nos comentários por favor!

 Eu montei uma lista das perguntas mais frequentes, pode ser que te esclareça também:

# 1. Posso ir a academia ou fazer exercícios físicos em jejum?

Sim você pode. 

O exercício também é uma ótima maneira de garantir que você retenha o máximo de massa muscular magra possível enquanto estiver emagrecendo.

Mas, não exagere. Exercícios de baixa intensidade serão melhores neste momento.

# 2. O que posso beber ao jejuar?

A hidratação é muito importante quando o assunto é jejum intermitente. 

Não apenas ajudará a manter a fome afastada, como também evitará dores de cabeça. 

Qualquer tipo de bebida sem calorias poderá ser consumida.

Por exemplo: água, chá e café são ótimos; lembre-se de não utilizar açúcar, recomendo o Stévia 100% pois é natural e não contêm calorias, para adoçar as bebidas, caso deseje desta forma.

Naya recomenda# – Stévia. Este é o que eu utilizo!

# 3. Se eu jejuar, meu corpo entrará no “Modo de fome”?

Não, não vai. O jejum leva o corpo a consumir energia. 

Isso significa que o corpo precisa de suprimentos de curto prazo e ele encontrará nas reservas de gordura. 

# 4. Devo ter medo de perder músculos?

Você não precisa estar preocupada. 

O jejum intermitente causa menos degradação muscular do que os métodos tradicionais para perda de peso. 

No entanto, para salvaguardar seus esforços, combine treinamento de resistência e mantenha seus músculos abastecidos com uma alimentação rica em proteínas. ( fonte )

# 5. É verdade que posso comer o que quero quando o jejum acaba?

Muitos protocolos de jejum intermitente não têm um plano de dieta definido para o que você pode ou não comer.

Fato é, se você mantem um controle em sua alimentação, por exemplo, se pratica o estilo LOW CARB, que é a ingestão controlada de Carboidratos, privilegiando carboidratos “bons” ou complexos, como também são chamados… ( no e-Book que você baixou neste artigo, têm todas as informações que você precisa a respeito dos carboidratos!) …

Existe grande possibilidade de você baixar de peso rápido!

Nós do Emagrecendo em Paz, recomendamos que tanto para quem deseja perder peso, quanto para quem deseja desfrutar dos benefícios do Jejum, que priorizem uma alimentação equilibrada, fazendo a substituição correta do açúcar e sempre procurando se alimentar com consciência e não por compulsão.

Para quem chegou até aqui tenho outro presente para você, clique no link e baixe Minha lista de compras saudáveis, é gratuita! Basta Clicar aqui!

Precauções a serem consideradas pelos praticantes de jejum intermitente

O jejum intermitente deve ser evitado se:

  • Você está amamentando
  • Você tem um distúrbio alimentar ou histórico de distúrbios alimentares
  • Está abaixo do peso
  • Você está grávida
  • Tem menos de 18 anos

Se você estiver com baixo peso, grávida, amamentando ou ainda em idade em desenvolvimento, é essencial uma nutrição extra, portanto, não é nada aconselhável interromper as refeições e praticar o Jejum.

Também é melhor deixar o jejum de lado se você tem tendência a distúrbios alimentares, como anorexia nervosa ou bulimia. 

Consulte seu médico, se necessário

Além disso, se você tiver alguma das seguintes condições, é melhor consultar o seu médico antes de iniciar o jejum intermitente:

  • Diabetes
  • Pressão sanguínea baixa
  • Tomar qualquer forma de medicação
  • Problemas na regulação dos níveis de açúcar no sangue
  • Problemas de tireóide

Se você já sofre com pressão baixa, a falta de comida durante o jejum intermitente pode diminuir ainda mais. 

E isso pode ser perigoso.

O jejum também afeta a secreção da tireóide, portanto, se você tiver uma condição pré-existente da tireóide, é melhor procurar aconselhamento médico antes de iniciar o protocolo. ( fonte )

Certos medicamentos requerem administração com alimentos, o que representa um problema se você estiver em jejum.

O jejum intermitente pode ser mais complicado para quem sofre de diabetes ou irregularidades do açúcar no sangue. 

É por isso que é melhor conversar primeiro com seu médico para discutir se é adequado ou não para a sua situação – a pratica do Jejum.

Deseja começar?

Que ótima decisão!!

Estou feliz que você se animou e estou certa que muito em breve você estará colhendo incríveis resultados, tanto em relação ao seu peso corporal – quanto aos inúmeros benefícios citados neste artigo.

Pois bem, agora que você já se decidiu, é hora de se fazer algumas perguntas:

# 1. Qual método de jejum intermitente você deseja experimentar?

Como você pode perceber é possível experimentar o Jejum Intermitente de muitas formas, embora eu acredite que o método 16/9 seja a melhor opção para os iniciantes.

# 2 Quanto tempo você quer jejuar?

Tente jejuar por um dia por semana e, se isso for planejado, gradualmente construa mais dias de jejum. Dessa forma, não será um choque para o sistema e você provavelmente dará seguimento a prática.

# 3 Faça o que funciona para você

A melhor coisa sobre o jejum intermitente é que você pode ajustar os tempos de jejum para se adequar a você. Se do seu jeito funcionar melhor com diferentes horários de alimentação, basta alterá-lo. 

Não há certo ou errado no jejum.

Aqui estão mais algumas dicas importantes para ajudá-la no jejum intermitente:

  • Escute seu corpo
  • Beba muitos líquidos
  • Mantenha-se ocupado
  • Não mude sua agenda por causa do jejum
  • Reserve um tempo para se adaptar ao jejum
  • Tenha cuidado com o que você come quando quebrar o jejum

O jejum intermitente é para você?

Não se engane, o jejum intermitente não é a escolha certa para todos. 

Apesar disso, pode ser uma maneira eficaz de acelerar a perda de peso e simplificar o seu estilo de vida, e ainda obter alguns benefícios adicionais à sua saúde. 

Por esse motivo, muitas pessoas experimentam e acabam por adotar e praticar este modelo de alimentação.

E agora que você está segura e bem – informada, poderá tomar a melhor decisão para a sua situação de vida!

Espero que tenha gostado!!

Compartilhe este artigo, nas suas redes sociais! E leve informação de qualidade para os seus amigos!

Eu vou ficando por aqui.

Um grande abraço, fique em Paz.

Naya Martínez

jejum intermitente como fazer

LEIA MAIS:

O Guia Completo dos Açúcares: o bom, o ruim e como substituí-los

O Guia Completo dos Açúcares: o bom, o ruim e como substituí-los

Eu emagreci 32 Kg e sem dúvida uma das coisas que fez toda a diferença, foi conhecer os vários tipos de açúcar e aprender a utilizá-los da maneira correta!!

Fique tranquila! NO - SPAM e 100% seguro.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!